terça-feira, 18 de outubro de 2011

Dinâmicas para incentivar a leitura


Classificados Poéticos

Procura- se um lugar para viver

Que tenha terra e ar

Que tenha o calor do sol

Que tenha água do mar

Que tenha água potável

Que tenha planta e bicho

Que seja um lugar saudável

Bem distante do lixo!

Procura - se um planeta que um dia chamou- se Terra."

Procura- se um lugar para viver

Que seja tranquilo e seguro

Onde o homem não mate o homem

Onde o homem não destrua a natureza

Onde se viva com a certeza

Que o dia de amanhã será melhor!

“Procura- se um planeta que um dia chamou- se Terra." ( Benedita Ap. dos Reis)


Dinâmica para trabalhar o poema

Corte o poema ao meio, no sentido vertical e peça aos alunos que o refaçam com suas idéias sobre o mundo que desejam. Na primeira estrofe, o que gostariam que esse mundo tivesse. Pode ser na forma de escrita, mas também de ilustração (desenho, figuras, artesanal ou trabalhado no computador) ou ainda, dramatização.
  • Procura- se um planeta que um dia chamou- se Terra." Esta parte pode ser dramatizada, como conclusão dos alunos sobre o significado do poema.



FINALIDADE DAS DINÂMICAS
  • Possibilitar ao professor oportunidades para subsidiar trabalhos mais criativos, menos cansativos, com conteúdos simples e acessíveis.
  • Utilizar o jornal como material didático na resolução de atividades.
  • Incentivar professores e alunos a leram jornais com mais atenção e intenção naquilo que buscam (objetivos definidos).
  • Valorizar um material de alto acesso, simples e com riquezas interdisciplinares.
  • Mostrar o poder da comunicação escrita, onde podemos: comparar, criar, ampliar, transformar, resumir, interpretar.
  • Desenvolver o lúdico, onde é possível trabalhar com o novo, usando a metodologia do prazer.
  • Resgatar a auto–estima do aluno.
  • Utilizar textos pequenos e agradáveis para despertar o gosto pela leitura e pela escrita.
  • Incentivar professores e alunos a buscarem novas dinâmicas de acordo com as atividades propostas.
  • Estimular professores na adaptação das atividades (se ele é do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio) a escolha é dele.
  • Ler o jornal e verificar se nos textos existem palavras que o povo usa, se há presença de gírias, se existem palavras que são rebuscadas nos livros didáticos, técnicos, científicos e que sejam usadas em ocasiões formais.
  • Identificar se o texto usa uma linguagem popular ou a linguagem culta.
  • Verificar a presença no texto de frases que tenham o sentido denotativo e conotativo.
ANALISANDO A DENGUE
Objetivos:
  • Acompanhar a evolução da doença em nosso Estado nos últimos anos;
  • Formar uma opinião crítica a respeito do que vem sendo feito com relação ao controle da dengue;
  • Desenvolver o raciocínio lógico – matemático.
Desenvolvimento:
  • Leitura de notícias de jornal sobre a dengue, explorando gráficos e tabelas;
  • Debate a partir das reportagens trabalhadas;
  • Emissão de opinião sobre a falta de controle efetivo da doença;
  • Pesquisa sobre a transmissão da dengue e sobre como podemos evitá–la;
  • Proposta de medidas de combate que poderiam ser adotadas pelo governador.

OS (DEZ) CAMINHOS DAS DROGAS

Objetivos:
  • Pensar sobre as implicações da presença das drogas em nosso contexto social;
  • Considerar todas as dimensões do tema no tecido das relações sociais dos alunos;
  • Utilizar o material jornalístico para representar as questões abordadas a partir do tema.
Desenvolvimento:
  • Leitura e interpretação de matérias jornalísticas sobre as drogas;
  • Estabelecimento de uma relação entre as drogas e o cotidiano, percebendo de uma forma mais concreta os prejuízos sociais que as drogas geram;
  • Exposição em painéis das situações e problemas sociais gerados pela presença das drogas na sociedade.



RECICLAGEM

Objetivos:
  • Sensibilizar o aluno quanto à preservação do meio ambiente;
  • Criar uma consciência crítica sobre a reutilização do lixo;
  • Despertar no aluno o espírito de cooperação;
  • Proporcionar troca de experiências entre os colegas
  • Oportunizar ao aluno a descoberta de suas aptidões possibilitando que o mesmo expresse suas idéias e sentimentos.
Desenvolvimento:
  • Pesquisa no jornal Diário do Nordeste, levantando os pontos positivos e negativos do meio ambiente;
  • Trabalho em grupo sobre os pontos negativos encontrados;
  • Coleta de materiais jogados no ambiente, criando peças artesanais para enfeites de suas casas e para a escola (jarras pet com flores de meia, porta lápis de latinha de refrigerante, etc.).

JORNALISTA POR UM DIA

Objetivos:
  • Valorizar o jornal como fonte de conhecimento;
  • Desenvolver a linguagem oral e escrita;
  • Posicionar–se criticamente sobre fatos atuais da realidade.
Desenvolvimento:
  • Apresentação do jornal, suas matérias e as ricas informações contidas nelas;
  • Conversa formal e informal sobre as pessoas que escrevem as matérias (jornal) e a importância delas na nossa vida;
  • Escolha de uma figura do jornal Diário do Nordeste, leitura de imagem (figura) para produção de texto (matéria) sobre a mesma (a criança escreve da maneira dela), tendo como tema “EU... JORNALISTA POR UM DIA”;
  • Comparação da matéria contida no jornal com a que produziu (leitura feita pela professora da matéria do jornal);
  • Escolha de um título para a matéria que produziu.

Dinâmicas de Leitura para sala de aula

SURPRESA!

a) O Professor indica um aluno para:
l) elaborar uma pergunta sobre o texto;
2) indicar um colega para responder a esta pergunta.

b) Surpresa - O Professor diz que o próprio aluno que elaborou a pergunta deverá respondê-la.
Observações:
la) O Professor poderá dar continuidade à Dinâmica alternando a "surpresa" (ou seja, a resposta dada pelo próprio aluno que elaborou a pergunta) com a resposta na forma indicada pelo aluno (ou seja, a resposta dada pelo colega indicado pelo aluno que elaborou a pergunta);
2a) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais

PAR OU ÍMPAR?

a) O Professor prepara papeletas numeradas de l a 10;
b) O Professor solicita a alguns alunos que sor¬teiem as papeletas;
c) Caso o aluno sorteie uma papeleta com nú¬mero par, deverá elaborar uma pergunta ou exercício sobre o texto e respondê-los. Caso o aluno sorteie uma papeleta com nú¬mero ímpar, deverá elaborar uma pergunta ou exercício sobre o texto e indicar um cole¬ga, que irá respondê-los.
Observações:
1a) A Dinâmica poderá ter continuidade com novos sorteios;
2a) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.

ATENÇÃO À RESPOSTA E À OPINIÃO

a) O Professor faz uma pergunta sobre o texto e solicita a um aluno que a responda;
b) O Professor solicita a um segundo aluno que diga se concorda ou não com a respos¬ta do colega e por quê;
c) O Professor solicita a um terceiro aluno que:
l) repita a reposta do primeiro colega e a opi¬nião do segundo;
2) diga se concorda ou não com a opinião do segundo colega e por quê.
Observações:
1a) A Dinâmica poderá ter continuidade com uma nova pergunta;
2a) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.

CORRIJA A CORREÇÃO

a) O Professor faz uma pergunta sobre o texto e solicita a um aluno que a responda;
b) O Professor solicita a um segundo aluno que diga (expressando-se, apenas, com sim ou não, se a resposta do colega está ou não correta);
c) O Professor solicita a um terceiro aluno que diga se a correção da resposta feita pelo co¬lega (o segundo aluno) está ou não certa e por quê?
Observações:
1a) A Dinâmica poderá ter continuidade com uma nova pergunta;
2a) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.





GANHA A MELHOR CORREÇÃO

a) O Professor explica que cada fileira de alunos constitui um grupo, atribuindo um número ou letra de identificação a cada uma;
b) O Professor solicita que todos os alunos res¬pondam a questões sobre o texto, por escri¬to, numa papeleta;
c) O Professor indica, em cada grupo, um aluno para exercer a função de corrigir as respos¬tas dos colegas, escrevendo certo ou errado em cada papeleta;
d) O Professor solicita aos alunos que corrigiram que leiam as respostas e a correção feita,
e) O Professor atribuirá pontos às correções fei¬tas de maneira certa, ganhando o grupo que fizer maior número de pontos.
Observações:
la) Para que a leitura das respostas pelos alunos que fizeram a sua correção não se torne excessivamente repetitiva, o Professor poderá va¬riar as questões entre os diversos grupos;
2a) A Dinâmica poderá ter continuidade com novas questões;
3a) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.

LOCALIZE A INFORMAÇÃO NO TEXTO

a) O Professor solicita a um aluno que fale, sem consultar o texto lido, uma idéia ou informação que tenha considerado significativa;
b) O Professor solicita a outro aluno que, con¬sultando o texto, escolha e leia o trecho que, na sua opinião, melhor expresse (de maneira mais clara e direta) a idéia ou informação apresentada pelo colega.
Observações;
1a) A Dinâmica poderá ter continuidade com a solicitação de uma nova idéia ou informação;
2a) Professor e alunos poderão comentar a expe¬riência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.

EXPLIQUE O QUE FOI LIDO
a) O Professor solicita a um aluno que, consul¬tando o texto lido, escolha um trecho e leia em voz alta;
b) O Professor solicita a um segundo aluno que, sem recorrer à leitura do texto, explique, da maneira mais clara possível, as idéias ou informações do trecho lido pelo colega. Este aluno, se quiser, poderá, também, usar exemplos ou escrever esquemas no quadro, ou fazer desenhos de figuras ou sinais, ou, ainda, usar objetos como apoio à sua explicação.
Observações;
1a) A Dinâmica poderá ter continuidade com a leitura de um novo trecho;
2a) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.

RANGEL, Mary. Dinâmicas de leituras para sala de aula. 17ª ed. Rio de Janeir

Dinâmicas de leitura

O QUE VOCÊ DIZ
a) O Professor solicita a um aluno que complete livremente, com suas idéias, a frase: ”O que o texto me diz:...”;
b) O professor solicita a um segundo aluno que complete, livremente, com suas idéias, a frase: “O que eu digo ao texto:...”;
c) O Professor solicita a um terceiro aluno que, dirigindo-se aos colegas anteriores, complete, livremente, com suas idéias, a frase: “O que eu digo a meus colegas:...”
Observações:
1a.) a dinâmica poderá ter continuidade com novos alunos completando as frases;
2a.) a etapa c, especialmente, estimula a criatividade do aluno;
3a.) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições a aprendizagem e manifestando percepções pessoais.
RESPONDA DIFERENTE
a) O Professor solicita a um aluno que elabore uma pergunta sobre o texto;
b) O Professor solicita a outro aluno que responda à pergunta feita pelo colega;
c) O Professor solicita a um terceiro aluno que responda à mesma pergunta de uma outra maneira. Esta outra maneira poderá ser|:
c.1) Com outra informações;
c.2) Substituindo palavras por outras, que poderão ser sinônimas, ou não;
c.3) Invertendo a ordem das palavras;
c.4) Falando com uma entonação especial de voz;
c.5) Expressando a resposta por gestos;
c.6) Expressando a resposta por desenhos e sinais, ou por figuras etc. O aluno usará, então, sua criatividade;
d) O Professor solicita ao primeiro aluno (que elaborou a pergunta) que diga qual das duas formulações de resposta prefere e por quê.
Observações:
1a.) O Professor poderá comentar a pergunta, as duas formulações da resposta e, também, s preferência manifestada pelo aluno que elaborou a pergunta;
2a.) A dinâmica poderá ter continuidade com a elaboração de uma nova pergunta;
3a.) Professor e alunos poderão comentar a experiência, observando contribuições à aprendizagem e manifestando percepções pessoais.
Fonte de Pesquisa: DINÂMICAS DE LEITURA PARA SALA DE AULA de Mary Rangel, Editora Vozes

Nenhum comentário:

Postar um comentário